Juramento do Jornalista

Refletindo sobre a atuação do Jornalista me lembrei hoje do juramento de formatura. Sabe aquelas palavrinhas que representam a essência da nossa vida ética e profissional e que deveriam cercear nossas ações?

Pois é, muito jornalista se esquece delas com o tempo… outros que atuam como jornalistas – sem formação acadêmica – sequer tem conhecimento de que temos um real compromisso com a sociedade (alguns por instinto, talvez?). Um bom exercício para começar o ano, quem sabe, seja ler este juramento algumas vezes. Não adianta decorar, há certos tipos de coisa na vida que a “decoreba” não resolve, é preciso aprender e viver na prática.

E, na prática o jornalista tende a “esquecer” quais são os reais princípios de sua formação. Fico pensando em que ponto da carreira a pessoa se perde e pensa que é a total “dona da verdade”? Sinceramente, ainda acredito nas boas práticas da profissão e que é possível fazer um jornalismo diferente, menos medíocre e previsível, fugindo desse sensacionalismo barato e ridículo.

Se é para ser um mero produtor de informação, por favor, use outro título como profissional, não “jornalista”, obrigada! Tenho compromisso com a verdade, isso basta.

JURAMENTO JORNALISMO

Juro / exercer a função de jornalista / assumindo

o compromisso / com a verdade e a informação. /

Atuarei dentro dos princípios universais/ de

justiça e democracia,/ garantindo principalmente

/ o direito do cidadão à informação. /

Buscarei o aprimoramento / das relações

humanas e sociais,/ através da crítica e análise

da sociedade,/ visando um futuro/ mais digno e

mais justo/ para todos os cidadãos brasileiros./

Assim eu Juro.