Como fazer anúncios nas redes sociais?

💡Bora impulsionar “uns” posts?

É super comum em reuniões de lideranças e equipes de mídia de igrejas surgir este incentivo para fazer anúncios de postagens como ATALHO para divulgar mais um evento, lançamento ou alguma atividade da igreja.

Não sei dizer quantas igrejas (e movement) que sigo hoje, mas, posso te dizer que tem muita gente fazendo isso errado.

Já tentei orientar alguns sobre isso, mas, recebi um: “sem tempo, irmão”. Amadas ovelhinhas, o fato é que precisamos, SIM, do “tal” PLANEJAMENTO. Já vi igrejas/eventos investindo R$ 5 mil reais em anúncios sem retorno. Por que isso acontece? Porque pensam que basta clicar no botão impulsionar que está tudo certo. Então, aí vão 7 dicas preciosas para ser mais assertivo quando for anunciar:

1. Organize a casa. Antes de fazer anúncios no Google/Face/Insta mantenha uma periodicidade de publicações, site atualizado e responsivo. Afinal, nada pior que um site desatualizado!

2. Aprenda a fazer anúncios eficientes. Para isso é preciso estudar e testar. Teste com valores menores e vá medindo a eficiência e alcance, se está falando com as pessoas certas.

3. Pesquise no Google o site do Google Adwords (aprenda grátis). Ele te ensina passo a passo como fazer anúncios com palavras-chave que alcance exatamente seu público-alvo.

4. Faça os cursos do Facebook Blue Print (grátis) ele te ensina a criar anúncios pelo Gerenciador de Anúncios do Face (tb cria anúncios para o Insta) super segmentados. Por exemplo, você consegue fazer 1 anúncio para pastores que estão apenas na região sudeste.

5. Não use o botão IMPULSIONAR – ele não tem todas as funcionalidades do Gerenciador de Anúncios. É por isso que você pode estar divulgando um evento de Goiânia, mas, impactando pessoas no RJ.

6. Analise friamente se sua igreja está preparada para anunciar. Muita gente reclama comigo que não tem resultado nos anúncios. Mas, ao analisar, percebo que a pessoa: ou nem sabe direito o objetivo da campanha ou não sabe mesmo usar as ferramentas.

7. Por último, mas, não menos importante! Mesmo que seu evento seja gratuito, uso ferramentas como Sympla e Eventbrite para que as pessoas se cadastrem. Você cria ali um mailing (lista) sua.