Como escrever bons textos?

Com certa frequência recebo pedidos de dicas para produção de conteúdo. Então, na tentativa de colaborar para o processo criativo de vocês, desenvolvi estas dicas. Espero que ajude!

1. Leia muito. E não é aquela dica vaga “leia mais”. A pessoa que lê diferentes tipos de texto (sites, jornais, revistas, livros, e-books), tem background, está sempre em busca de novos conteúdos e insights, pode sim, ajudar na hora de produzir um texto novo.

2. Escreva muito, sem medo de errar ou do texto estar ruim. Vale poesia, bilhete, carta, notícia, tuíte, notas de uma palestra ou pregação, legenda para Instagram. Mas, escreva.

3. Leia seu texto e verifique se ele passa a ideia inicial da sua pauta/tema.

4. Seja claro, coerente e conciso. Textos prolixos (repetitivos) geralmente são abandonados pelo caminho. Em um mundo de 140/280 caracteres, repetição é perda de tempo.

5. A vida real não é redação de escola com começo, meio e fim. Saiba hierarquizar as ideias. Coloque as informações mais atrativas primeiro para que o leitor se sinta convidado a ler até o fim. Sugiro estudar a Pirâmide Invertida do jornalismo.

6. Vai publicar um texto? Por favor, pesquise sobre o tema antes. Traga insights para as pessoas, se a leitura gerar uma boa experiência ao leitor sempre irá buscar o que você produz.

7. Não seja mais do mesmo.

8. Seja desapegado do texto. Sempre que for preciso reescreva o texto quantas vezes for preciso e corte os excessos.

9. Peça para alguém ler o texto e te dar um feedback (sincero). Confirmar se conseguiu passar o tema proposto, se gerou dúvidas, se gerou múltiplas interpretações. Aceitar críticas para melhorar é essencial para um bom escritor.

10. Escreva com um dicionário ao lado ou um site de dicionário aberto. Não repita palavras em um mesmo parágrafo. Procure sinônimos, daí a importância de um Aurélio (dicionário mais famoso nos meus tempos de escola) ao lado.

11. Tenho meu processo criativo para textos. Cada pessoa tem um. Quando quero falar sobre um assunto escrevo todas as ideias e informações que tenho sobre ele na tela do computador/celular sem me preocupar com a construção do texto em si. Depois leio tudo, encontro os pontos que vou priorizar no início do texto e vou organizando o conteúdo de uma maneira que facilite o entendimento do leitor.

12. Evite palavras/termos que são muito difíceis e dificultam o entendimento geral das pessoas. Quando você escreve algo que as pessoas não entendem a culpa é do autor e não do leitor.

Elis Amâncio é jornalista, palestrante, consultora, especialista em Mídias Sociais e Marketing Digital, autora dos livros Mídias Sociais na Igreja e Comunicando o Reino. Há 11 anos vem trabalhando com o nicho evangélico no Brasil.